Blog Post

Autuação fiscal: conheça 4 práticas para evitar esse problema!<span class=4 min read">
Cotidiano Contábil, Fiscal e Tributário

Autuação fiscal: conheça 4 práticas para evitar esse problema!4 min read

Entre os problemas que tiram o sono até dos melhores gestores contábeis está a autuação fiscal. A nossa complexa carga tributária e as constantes mudanças no sistema legal ajudam a reforçar o perigo de uma visita indesejável de um funcionário da Receita Federal à companhia. Neste post, vamos entender o que é a autuação fiscal e como evitá-la.

Em uma investigação fiscal, há a etapa da verificação, quando é realizada uma inspeção. Depois, é possível que a empresa receba uma intimação — uma medida preventiva para anunciar que uma irregularidade foi encontrada. Durante esse processo, a organização ainda pode se defender juridicamente.

A autuação fiscal é o último passo nessa investigação e ocorre após o prazo concedido para defesa e o pronunciamento da instituição. Encerrado o prazo, o fisco (Receita Federal) pode entregar um auto de infração e especificar o valor de uma multa.

A empresa pode, também, ser impedida de continuar exercendo suas atividades. Vamos conhecer alguns meios eficientes de evitar a autuação. Confira!

1. Tenha uma equipe qualificada

É importante lembrar que esses profissionais, que trabalham diretamente com os gestores contábeis, têm um papel decisivo na responsabilidade de evitar as visitas constantes de fiscais à instituição.

Para que o contador tenha um fluxo mais tranquilo de trabalho, é necessário buscar colaboradores experientes que compartilhem os valores e as diretrizes da companhia. Além disso, é essencial contar com uma equipe que domine a legislação.

Como a rotina de um gestor fiscal é bastante atribulada, contar com colaboradores já estabelecidos no mercado ajuda a poupar valiosas horas que seriam dedicadas a treinar outros profissionais.

2. Realize auditorias internas

Realizar auditorias periodicamente é essencial para administrar o setor fiscal da companhia. Também conhecidas como auditorias preventivas, esses procedimentos possibilitam uma avaliação completa das áreas contábil, trabalhista e fiscal.

Essas auditorias têm como função garantir um alto nível de qualidade nos serviços prestados e ajudam também nos seguintes processos:

  • buscar soluções para diminuir a carga tributária;
  • identificar falhas financeiras;
  • evitar multas e passivos prejudiciais à instituição.

3. Atualize os colaboradores

A legislação não é estática. Bons gestores devem realizar encontros periódicos com a equipe para reforçar a necessidade de que estejam cientes das regras e dos seus desdobramentos.

Um erro comum é o profissional se julgar um especialista em determinadas leis, mas deixar de acompanhar as atualizações sobre o tema.

Outra falha grave é não acompanhar as datas em que determinadas diretrizes entrarão em vigor. Realizar reuniões regulares com os demais gestores e colaboradores é essencial para evitar surpresas!

Autuação fiscal

4. Utilize a tecnologia

Felizmente, já é possível contratar softwares contábeis de ponta, que organizam com agilidade todo o trabalho fiscal da companhia em conformidade com a legislação e ainda liberam os colaboradores de tarefas repetitivas.

Isso possibilita aos gestores alocarem profissionais em trabalhos mais desafiadores, aumentando a produtividade e o crescimento da organização como um todo.

Esses softwares atuam diretamente na otimização dos processos empresariais, na redução de despesas e incrementam o poderio do banco de dados da empresa, trabalhando para eliminar as falhas que levam à temida autuação fiscal.

Como foi possível perceber no post, o processo para gerir o setor contábil de uma companhia é composto por várias etapas, mas a tecnologia é uma importante aliada na rotina fiscal dos gestores contábeis e seus colaboradores.

Para auxiliar no processo de modernização e automatização das tarefas fiscais de uma empresa, é essencial contar com profissionais especializados e experientes. Com o uso de ferramentas tecnológicas de alto nível, o combate aos diversos tipos de falhas que levam à autuação fiscal é facilitado.

Gostou do nosso post e quer se inteirar ainda mais? Então aproveite a visita e leia o nosso artigo sobre os benefícios da automação contábil!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *