Por que o mercado está precisando de profissionais de contabilidade?

Em meio à crise econômica, o analista contábil se transformou em um profissional central para as empresas brasileiras. No entanto, embora se trate de uma profissão bastante tradicional no Brasil, os contadores disponíveis no mercado de trabalho não possuem o perfil buscado pelas novas empresas e assessorias do ramo.

Ainda muito restritos à área operacional e com poucos conhecimentos de língua estrangeira, principalmente do inglês, o perfil tradicional do contador está se tornando obsoleto. As novas tecnologias de gestão com sistemas integrados que passaram a automatizar várias rotinas contábeis começam a prescindir do perfil operacional. E o progressivo processo de internacionalização das empresas e serviços no país, intensificado, em alguns setores, com a crise, tornam o conhecimento do inglês habilidade indispensável nessa profissão. Porém, atualmente, apenas 5% dos profissionais dessa área conseguem manter uma conversação nesse idioma.

A notícia boa é que sobram vagas para os que se propõem a inovar e a aprender uma segunda língua. O analista contábil, com conhecimentos de inglês, que se apresenta como criador de soluções e estratégias, certamente encontrará um posto no mercado de trabalho brasileiro. Essa é a conclusão a que podemos chegar ao darmos uma olhada nas profissões consideradas em alta em 2017 e nos próximos anos no país, de acordo com as consultorias Manpower Group, Michael Page, Page Personnel e Robert Half.

Diante dos novos desafios das empresas brasileiras, em tempos de crise, tais como a necessidade de corte de gastos e de aumento da produtividade, o analista contábil pode desempenhar um papel-chave no auxílio à tomada de decisões nessas áreas. O seu trabalho cotidiano envolve a análise e classificação de contas, fechamento de balanço e elaboração de relatórios para a diretoria e/ou para os investidores.

De maneira geral, a contabilidade acabou se tornando, nos dias de hoje, um importante instrumento e diferencial no mercado de trabalho mesmo para os que pretendem se direcionar para outros campos de atividades. Nesse sentido, além da profissão de analista contábil, os que possuem conhecimento nesse campo, também podem atuar em outras áreas igualmente consideradas em alta para os próximos anos, de acordo com as consultorias mencionadas acima. Esse profissional pode atuar, por exemplo, como analista de planejamento financeiro ou tributário.

Como planejador financeiro, os conhecimentos contábeis devem ser aliados a conhecimentos na área de finanças, pois esse profissional é o responsável por elaborar diagnósticos e propor soluções financeiras. Já o analista de planejamento tributário, central para o objetivo de redução de custos das empresas, é responsável por propor estratégias referentes à carga tributária a ser paga. Adicionalmente aos conhecimentos contábeis, esse profissional deve ser advogado com conhecimentos aprofundados em direito tributário.

Dessa forma, uma área que, durante bastante tempo, foi desprezada no interior da hierarquia das empresas, a contabilidade vem voltando a adquirir centralidade nos dias atuais. No entanto, atualmente, os conhecimentos de contabilidade devem ser mobilizados de maneira cada vez mais dinâmica e em sintonia com outros setores e objetivos das empresas, não sendo possível se dedicar apenas e integralmente a uma formação nessa área.

Fonte: Jornal Contábil